Confira a lista de medicamentos para Artrite Reumatoide coberto pelo SUS

Lista_novaCom a publicação do novo “PCDT”, o tratamento da Artrite Reumatoide no Brasil, passa a contar com um amplo arsenal medicamentoso, o que permitirá ao médico reumatologista, a escolha pelo melhor e mais eficaz tratamento da pessoa com Artrite Reumatoide.

Atenção Pacientes: devemos levar em consideração que não são todas as pessoas com Artrite Reumatoide, Artrite Idiopática ou outras formas de artrite que necessitam usar os medicamentos biológicos e a escolha e opção pela mudança de tratamento medicamentoso é uma decisão exclusivamente médica que deve ser compartilhada e discutida com o paciente. Por isso, entendam que para iniciar o tratamento com medicamento biológico é preciso seguir as orientações e critérios deste protocolo de tratamento do Ministério da Saúde, protocolo este que é de conhecimento dos médicos reumatologistas. O Médico Reumatologista é a melhor pessoa para indicar a mudança de tratamento.

O acesso aos medicamentos de alto custo, continua sendo os mesmos;

  • Preencher critérios de indicações clínicas (do PCDT-AR)
  • LME (laudo de medicamentos especializado) preenchida e com número do CNS (Cartão Nacional do SUS) e também CPF Ou CNeS do Médico prescritor.
  • Receita em duas vias com validade para 3 meses.
  • Exames conforme critérios da PCDT-AR
  • Renovação do processo da LME, exames a cada 3 meses para garantir a segurança do uso dos medicamentos de alto custo.

Lista de medicamentos:

Anti-inflamatórios não esteroides (AINE)

- Ibuprofeno: comprimidos revestidos de 200, 300 e 600 mg; solução oral de 50 mg/ml.
- Naproxeno: comprimidos de 250 mg ou de 500 mg.

Glicocorticoides
- Metilprednisolona (acetato) (intra-articular): frasco de 40 mg/2 ml.
- Metilprednisolona (succinato) (intravenoso): frascos de 40,125, 500 ou 1.000 mg.
- Prednisona: comprimidos de 5 ou 20 mg.
- Prednisolona: solução oral de 1 e 3 mg/ml.

Medicamentos modificadores do curso da doença – sintéticos
- Metotrexato: comprimidos de 2,5 mg; frascos de 50 mg/2ml.
- Sulfassalazina: comprimidos de 500 mg.
- Leflunomida: comprimidos de 20 mg.
- Hidroxicloroquina: comprimidos de 400

- Cloroquina: comprimidos ou cápsulas de 150 mg.

Medicamentos modificadores do curso da doença – Medicamentos Biológicos
- Adalimumabe: seringas preenchidas de 40 mg.
- Certolizumabe pegol: seringas preenchidas de 200 mg.
- Etanercepte: frascos-ampola de 25 e 50 mg; seringas preenchidas de 50 mg.
- Infliximabe: frascos-ampola de 100 mg/10ml.
- Golimumabe: seringas preenchidas de 50 mg.
- Abatacepte: frascos-ampola de 250 mg.
- Rituximabe: frascos-ampola de 500 mg.
- Tocilizumabe: frascos-ampola de 80 mg.

Imunossupressores

- Ciclosporina: cápsulas de 10, 25, 50 e 100 mg; solução oral de 100 mg/ml em frascos de 50 ml.
- Ciclofosfamida: frascos-ampola de 200 ou 1.000 mg.
- Azatioprina: comprimidos de 50 mg.

Medicamentos 2 Medicamentos1

O novo Protocolo Clínico e Diretrizes Terapêuticas para o Tratamento da Artrite Reumatoide, foi publicado em Diário Oficial da União, na data de 28/06/2013. E está disponível para consultas no link: http://www.in.gov.br/visualiza/index.jsp?data=28/06/2013&jornal=1&pagina=71&totalArquivos=144

O Grupo EncontrAR, junto com outras Organizações de Pacientes Reumáticos de todo o Brasil, comemora esta conquista..”o Direito de Acesso e acesso a tecnologia medicamentosa como forma de manutenção e recuperação da Qualidade de Vida da pessoa com Artrites no Brasil”.  O EncontrAR participou ativamente na luta por este direito, movimentamos as redes sociais com a campanha “TwittAR” envolvendo e empoderando o paciente com AR para serem um PAR “Paciente – Ativo e Responsável”

Situação do Metotrexato no Brasil

Pacientes de todo o Brasil encontram dificuldade para localizar o Metotrexato para comprar e em muitas farmácias de alto custo, há pelo menos 02 meses não tem MTX para dispensar no SUS.

O Metotrexato é um medicamento DMARD padrão ouro no tratamento da AR e outras doenças reumáticas, a caixa com 24 comprimidos custam em média R$ 20,00, porém, não sabemos o que acontece, mas não estamos conseguindo comprar MTX, algumas farmácias de manipulação têm a matéria prima porém, algumas dessas farmácia estão cobrando preços absurdos pelo medicamento manipulado (R$ 90,00), o que inviabiliza o acesso.

Realidade do Metotrexato no Brasil

Tínhamos 03 marcas de Metotrexato no mercado; Tecnomet, Reutrexato e Metrexato, hoje apenas encontramos para comprar a marca Tecnomet.

  • Tecnomet do Laboratório Zodiac (ainda disponível no mercado, porém, em falta no mercado, com previsão de retorno as farmácias à partir da próxima segunda-feira, conforme informações do SAC da Zodiac). 
  • Reutrexato do Laboratório Apsen: foi descontinuado a comercialização por questões administrativas não detalhada do laboratório, segundo informações do SAC da Apsen).
  • Metrexato do Laboratório Blausiegel: indisponível no mercado, com previsão de retorno em breve.

O SUS fornece MTX injetável e em comprimido, através da farmácia de alto custo, o fornecimento é para todas as pessoas, mesmo com receita de médico particular ou convênio, para isso basta o médico preencher a LME (laudo medicamento especializado) e junto com a receita, exames e cartão do SUS, ir até uma unidade das farmácias de alto custo. Não fique sem MTX, sabemos que é um medicamento de baixo custo, porém, no SUS temos garantia de acesso ou pelo menos temos onde cobrar o acesso.

A normalização no fornecimento é esperada para até o final do mês de Fevereiro/2013.

Estamos conseguindo comprar MTX apenas na farmácia virtual Drogaria Primus de Belo Horizonte, algumas pessoas tem encontrado poucas unidades em pequenas farmácias de bairro e cidades pequenas, em São Paulo, as grandes farmácias já não tem MTX para vender. 

Link: http://www.drogariaprimus.com.br/tecnomet-2.5mg-20cpr-p61300 

Vamos aguardar providência dos órgãos competentes, pois sabemos que a ‘Artrite não espera e a Dor não tem hora” quando descontinuamos um medicamento, nossa doença volta a ativa e isso nos custa muito caro :(.

Quem tiver com dificuldade de acesso, pode nos relatar através do e-mail artritereumatoide.ar@gmail.com