Artrite Reumatóide e o Olho

A artrite reumatóide é uma doença sistêmica ou seja, atinge vários órgãos do corpo, inclusive o olho. As alterações que a artrite reumatóide pode causar no olho são:

  • Olho secou ou Certatoconjuntivite sicca
  • Episclerite e Esclerite
  • Ceratite

Olho seco ou ceratoconjuntivite sicca

Essa é a manifestação mais comum da AR no olho, afetando entre 15 e 25% de todos os pacientes com AR.
Os sintomas do olho seco são de queimação,ardência,ressecamento, sensação de corpo estranho no olho e vermelhidão. O diagnóstico do olho seco é feito pelo sintomas e pelo exame clínico mas alguns exames podem ajudar: Teste da rosa bengala ou lisamina verde, que é um colírio que o oftalmologista pinga e vê as alterações que causa no olho e o teste de schirmmer, que é uma tira que colocada por dentro da pálpebra, mede a quantidade de lágrima presente no olho.
     O tratamento do olho seco depende da gravidade dos sintomas. Pode ser só com colírios lubrificantes (lagrimas artificiais) ou com corticóidee ciclosporina na forma de colírio e em casos mais severos até com alguns procedimentos cirúrgicos.

Episclerite e Esclerite

Episclerite é a inflamação da episclera, que é um tecido fino que reveste a parte branca do olho (chamada esclera). A esclerite é ainflamação da esclera, a parte branca do olho. Ao contrário da episclerite, na esclerite a dor é importante, a vermelhidão é mais intensa e às vezes também hábaixa de visão. Um sintoma mais típico é a dor quando movimenta os olhos.

A episclerite geralmente melhora espontaneamente em algumas semanas mesmo sem tratamento. Já na esclerite, o tratamento deve ser imediato,com colírios e comprimidos imunossupressores (corticóides, ciclosporina,metrotexato por exemplo). Uma forma mais grave (e felizmente mais rara) da esclerite é a chamada esclerite necrozante em que o risco de complicações é enorme.

 Ceratite

           A ceratite é ainflamação da córnea, que é o tecido transparente que fica na frente da parte colorida do olho, a íris. Na Artrite reumatóide, a ceratite pode ser leve,devida ao ressecamento ocular ou uma forma chamada ceratite ulcerativaperiférica em que há afinamento da periferia da córnea, levando a distorção davisão e as vezes até a perda permanente da visão. Nessa forma pode ocorrerperfuração da córnea, o que é uma urgência médica, precisando de cirurgiaimediata. Esse último caso mais grave, geralmente vem acompanhado de uma vasculite sistêmica importante e precisa de tratamento com imunossupressor(corticóide por exemplo) por via oral.

Olho e remédios usados no tratamento da Artrite Reumatóide

      Os remédios usados para tratar a AR sistêmicamente (comprimidos ou injeções) podem causar alterações oculares.
       Os corticóides (como o meticorten) por exemplo pode levar aglaucoma e catarata. Quem faz uso crônico desses remédios devem medir a pressãoocular regularmente.
         A cloroquina e a hidroxicloroquina também podem afetar oolho, principamente a retina. Os pacientes que usam de forma crônica essesmedicamentos devem fazer exames oftalmológicos com freqüência, especialmentefundo de olho, campo visual e teste de cores. A hidroxicloroquina (plaquinol) émenos tóxica ao olho do que a cloroquina.
        Em resumo, podemos dizer que as alterações ocularesdecorrentes da AR são um sinal de que a doença está em atividade e precisa sermelhor controlada com medicamentos orais. As alterações oculares mais graves(esclerite e ceratite) não melhoram só com colírios e precisam da participaçãodo oftalmologista e do reumatologista juntos. A interação desses dois médicos é fundamental para um controle adequado da doença.
Autor: Dr. Renato Souza Oliveira
Médico Oftalmonologista formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com especialização pela Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), exerce suas atividades na cidade do Rio de Janeiro. Você pode entrar em contato com o Dr.Renato através do site:   http://www.medicodeolhos.com/

Olho meu querido Olho …. 

      Como já disse aqui no blog, quando eu descobri a artrite, logo, pensei que um dia poderia ter dificuldade para andar, mas dificuldade para enxergar, isso era algo que confesso, nem passava pela minha cabeça. Mas derrepente, meus olhos passaram a ver o mundo de uma forma diferente. A princípio observei que as cores no olho esquerdo eram desbotadas eno direito mais vivas (abril/2009), depois comecei a ver umas nevoas, então procurei ajuda médica, foi solicitado alguns exames, porém só consegui vaga para o tal exame chamado “PVE” Potencial Evocado Visual, meses depois consegui fazero tal exame(06/2009), porém 15 dias depois de fazer o exame, tive a grande e pior crise, onde perdi parte da visão no olho esquerdo (visão periférica), a causa da diminuição da visão no olho esquerdo foi um evento chamado de “neurite ótica”, esclareço que, a neurite ótica que tive é idiopática (sem causa definida),  até agora, os médicos não sabem se é secundária a artrite reumatóide ou não.
Então internada para tratara neurite ótica, retiraram todos os meus medicamentos para tentarem descobrir oque causou essa NO (neurite ótica), 10 dias depois que retiraram meus remédios, minha artrite que dormia há 1 ano, acordou com um leão faminto, comecei a fazer febre e no outro dia amanheci com os olhos vermelhos, sensação de areia nos olhos, sensibilidade a luz e diminuição da visão em ambos os olhos,  naquele dia me disseram que era conjuntivite, mas a minha conjuntivite não tinha secreção, meus olhos lacrimejavam pouco e não tinha nada de secreção, em vez de lacrimejar meus olhos estavam secos, parecia que iriam colar o olho na pele.
No 12º dia internada, no plantão noturno, veio um Médico Oftalmo já idoso, pingou um colírio colorido e após fazer todos os exames me disse que; Aquilo que eu tinha não era conjuntivite e sim uma Episclerite e que isso era devido a Artrite Reumatóide estar em atividade, e meus olhos estavam sofrendo uma reação auto-imune, foi então prescrito um colírio que pingava de 1/1 hora e foi aumentando o intervalo aos poucos até a retirada, o meu olho voltou a ser branquinho por volta de 4 dias depois que comecei o colírio, depois disso, nunca mais tive olhos vermelho, e olha que, era olhos vermelhos sangue vivo, parecia um filme de terror, como estava internada num Pronto Socorro, eu não tinha espelho, ficava tirando foto com o celular do olho para tentar ver como eu estava feia, mas como estava enxergando muito pouco, só consegui ver as fotos tempos depois.
Bem.. esse é meu caso de ARx Olhos,  uma grande preocupação na minha vida, a visão é algo muito funcional, eu chorava o tempo todo, meu desespero era enorme e tudo isso durou cerca de 1 mês no hospital. Meus olhos só ficaram bons mesmo, quando eu recebi a primeira dose da Pulsoterapiacom Metilprednisona, no 3º dia de infusão, o olho direito voltou a visão perfeita, porém o esquerdo ficou com a visão central, a periférica ficou bem comprometida.
Eu aprendi a ver o mundo desta forma, mas confesso é difícil, as pessoas reclamam que passam por mim narua, e eu não as comprimento, logo pergunto, você passou do lado esquerdo, eles respondem sim, ai eu digo, então, quando passar por mim me chame, pois do lado esquerdo nunca irei te ver… Sem contar atravessar a rua, presto atenção + por várias vezes via os carros quando estavam bem próximos de mim..
E para piorar, já tentaram se maquiar olhando com um olho só?… pois é, passar o lápis preto é fácil quando passo no olho esquerdo, + quando vou passar no direito eu borro tudo, ai borra, tira, borra, tira, até que eu saiu ou arrumada ou uma palhaça. Mas minha amiga, René, me deu uma idéia, maquiagem definitiva (pelo menos o lápis, que épior) ..
Meus causos com a visão,agora nos conte o seu…….
Dr. Renato, eu e todos os seguidores deste blog, agradecemos a iniciativa de colaborar compondo este texto para o blog.
Visite: www.medicodeolhos.com
Esclareço que a diminuição da visão que tenho no olho esquerdo, os médicos não sabem se é secundária a artrite reumatóide, e nem foi causada pelas manifestações oculares citadas, foi devido a neurite ótica.