Reumatismos de Partes Moles

Tendinites, Bursites e Entesites

O que é o Reumatismo de Partes Moles (tendinites, bursites, entesites)?

A boa função do sistema músculo-esquelético depende da integridade de seus componentes (ossos, músculos e tendões, articulações, bursas e ligamentos). Quando um desses componentes não funciona bem, isso se reflete em dor e dificuldade de realizar os movimentos. No caso do Reumatismo de Partes Moles ou Reumatismo Extra-articular (fora das articulações), esses sintomas decorrem de lesão ou inflamação das estruturas que estão em volta das articulações (músculos, ligamentos, bursas, ênteses e tendões), resultando em bursites, tendinites, entesites e dor miofascial. Essas inflamações são habitualmente temporárias e não causam deformidade, mas podem se tornar crônicas.

Por que essas inflamações ocorrem?

Na maioria das vezes, a inflamação/lesão dessas estruturas ocorre devido a traumatismos locais. Esse traumatismo pode ocorrer como um acidente único e violento com lesão imediata, ou pode ser o resultado de traumas crônicos resultantes de vícios posturais ou ocupacionais. O que são as bursites?
As bursas são pequenas bolsas com líquido dentro, que têm como função proteger os músculos e tendões do contato com o osso e facilitar o deslizamento entre as estruturas. As bursites (inflamação das bursas) podem ocorrer em diversos locais do corpo, mas as mais comuns são nos cotovelos, joelhos, ombros e quadris. 

O que são as tendinites?

Os tendões são uma extensão dos músculos e sua função é de ligar os mesmos aos ossos. À semelhança das bursites, as tendinites (inflamação nos tendões), também podem ocorrer em diversas localizações, sendo as mais comuns nos dedos das mãos (especialmente do polegar), ombros e nádegas.

O que são as entesites?

As ênteses são locais de inserção de um ligamento ou músculo no osso, e também podem sofrer inflamação (entesites). Os locais mais comuns das entesites são os cotovelos (comum nos tenistas e golfistas), joelhos e pés (conhecido popularmente como esporão de calcâneo e habitualmente associado à inflamação também da fáscia plantar – mais conhecida como a fasceíte plantar).

O que é a dor miofascial?

Um outro tipo de Reumatismo de Partes Moles é a dor miofascial. Ela se caracteriza por dor localizada em qualquer músculo do corpo que se irradia com a palpação local. Esse quadro geralmente está associado a posturas viciosas e traumatismo por movimentos repetitivos. A manifestação mais comum é de dor na região cervical em cima dos ombros.

Como o diagnóstico dessas condições pode ser realizado?

O diagnóstico de todas essas condições é baseado na história trazida pelo paciente e exame clínico. Radiografias excluem anormalidades ósseas. Tendões, ligamentos e bursas não são visíveis em radiografias, no entanto o uso da ultra-sonografia e, mais recentemente da ressonância nuclear magnética trouxeram um grande auxílio na definição do local inflamado e no grau de inflamação da lesão

Como é realizado o tratamento?

O tratamento é baseado em repouso, medicação anti-inflamatória e fisioterapia (para alongamento e fortalecimento da musculatura da região afetada). Eventualmente, a critério do seu médico, a infiltração com corticóide pode ser bastante útil. A intervenção cirúrgica nesses casos é infreqüente.

Atualizado em julho de 2008.

Fonte: Sociedade Brasileira de Reumatologia